Maximize seus resultados com a Gestão de Mídia da Yooper!

A gestão de mídia é responsável por atender diferentes esferas com o intuito de otimizar os custos de suas campanhas de marketing com um ROI seguro. Com a Yooper, sua empresa encontra a direção ideal para segmentar o público-alvo, implementar planos de CPC e muito mais através de uma gerenciamento estratégica de Social e Google Ads, além de outros canais.

Saiba mais!

Mídia

Você investe, mas seu ROI cai ou você mantém o ROI e não tem a lucratividade que você espera? Não sabe como fazer para escalar as suas vendas em volume? Isso tem tudo a ver com o modo como você otimiza os custos das suas campanhas de marketing! A Yooper garante total controle do que será feito com a verba e qual vai ser o seu retorno, seja em vendas, branding ou em tráfego. Com os nossos dashboards personalizados em tempo real você pode acompanhar com objetividade e praticidade todos os processos do seu investimento.

Além disso, somos uma das 40 Agências Premier Partner do Google Brasil, certificando nosso selo de excelência na gestão de Google Ads. Isso garante um suporte mais próximo da plataforma e treinamentos exclusivos para o time, resultando em melhorias constantes. Somos uma agência de performance orientada por resultados, olhando para eles de uma maneira diferenciada.

Social Ads

Na Yooper, desenvolvemos estratégias planejadas especificamente para seu objetivo, seja ele lead, venda ou visitas na sua loja física. Nossas técnicas são pensadas para você falar diretamente com seu público-alvo e obtenha informações valiosas para criar ofertas personalizadas para o real interesse dele.

Remarketing

Já pesquisou um assunto e passou a ser impactado por ele aonde quer que você vá? Isso é remarketing. Ele é fundamental para apresentar os produtos novamente para criar o tão desejado momento de compra. Temos experiência para fazer com que as campanhas de remarketing gerem lucro e sejam atrativas para o seu público.

Links patrocinados, YouTube e Shopping

Combinar ferramentas avançadas com um time altamente focado em performance é o jeito Yooper de gerar resultados. Nossa equipe é especialista em aplicar seu investimento em estratégias eficazes de compra de palavras-chave, anúncios em vídeos e posicionamento dos seus produtos em shopping.

Outros canais

Conte com o nosso suporte e gerenciamento para diversos outros canais definidos especificamente de acordo com a sua necessidade. Trabalhamos com espaços como Criteo, LinkedIn Ads, Rede de afiliados, B2W Ads, Twitter Ads, Mídia programática e muitos outros!

#Eles confiam na Yooper

Tudo o que você precisa saber mídia de uma agência de marketing

Quando falamos sobre a estrutura de uma agência de marketing digital, devemos ter em mente que existem diferentes times que, juntos, fazem um ótimo trabalho para os clientes que são atendidos. Assim, cada setor possui a sua importância.

Em todas elas, há dúvidas sobre como atuam e qual o seu papel nas estratégias de marketing digital. Hoje, falaremos sobre a área de mídia. Por isso, separamos este guia onde falaremos sobre este setor crucial para que a sua empresa cresça e se desenvolva no ambiente digital, e que é tão importante aqui na Yooper. Venha conosco!

Conectada diretamente com o cliente, a área de mídia é responsável por uma série de pesquisas que dizem respeito às campanhas de marketing digital. Esta, por sua vez, é uma forma de agir que pode gerar:

  • Engajamento;
  • Conversão;
  • Tráfego;
  • Receita.

Tudo isso, no entanto, deve ser alinhado com base em um plano de ação que dita a finalidade da campanha. De toda forma, é aconselhado que o resultado para o cliente seja positivo, a fim de que sua marca se torne mais forte e líder do mercado ao qual ela pertence.

Para isso, no entanto, é necessário que a mensagem encontre o público-alvo de forma efetiva. Este é outro passo que cabe ao profissional desse ramo. Para isso, ele faz uma pesquisa do segmento que o cliente atende e encontra uma série de informações importantes para uma campanha de sucesso, analisando também os concorrentes. Tudo isso possibilita uma compreensão do perfil do consumidor, o que torna mais fácil saber como impactá-lo por meio de campanhas da marca.

Assim, vemos que este profissional é responsável pelo que diz respeito a números e métricas, entendendo os resultados e a efetividade das campanhas, além de ser uma pessoa que entende sobre o consumidor, facilitando o trabalho no dia a dia.

Para que serve esta área?

De forma geral, podemos entender que essa é uma área responsável por cuidar principalmente do orçamento do cliente, mas também define quais os melhores canais para que seja feita a divulgação de uma campanha de marketing, peça ou anúncio.

Para isso, é imprescindível que os profissionais de mídia tenham contato com diferentes tipos de mídias sociais para entender qual a melhor forma de agir em determinada rede. Assim, há mais segurança e confiança de que a campanha será executada como o planejado, utilizando uma boa técnica de divulgação.

O que um profissional desse ramo realiza?

Partindo agora para o que este tipo de profissional realiza no dia a dia, é importante ter em mente que ele é responsável por uma série de pesquisas, planejamentos e relatórios, que podem ser semanais ou mensais. Para isso, ser organizado é algo fundamental, principalmente porque pessoas desse setor entram em contato com clientes frequentemente, seja por meio de apresentações de resultados ou até mesmo de reuniões para definir os próximos passos a serem tomados.

E, para gerar relatórios bem explicados, é importante ser uma pessoa analítica, capaz de encontrar problemas e soluções. Além disso, este profissional é responsável por coordenar e avaliar investimentos, negociar com o cliente para aumentar o fundo de aplicação nas campanhas e analisar, também, o que será capaz de gerar resultados melhores para o cliente conforme as KPI's (Key Performance Indicators, ou Indicadores-Chave de Desempenho), ponto que explicaremos melhor o que é e qual a importância no próximo tópico.

Outra responsabilidade deste profissional é direcionar o investimento das campanhas de cada cliente. Para isso, é feito um controle de orçamento e análise de possibilidades e formas de atingir o público-alvo. E, para que isso seja efetivo, estudar tendências do mercado e os meios de comunicação mais adequados para o objetivo é algo fundamental.

Para entender ao certo o que é KPI, é importante ter em mente primeiro que métrica não é a mesma coisa que KPI, apesar de uma métrica poder ser utilizada como um indicador-chave.

Afinal, Key Performance Indicator é uma ferramenta de gestão utilizada para analisar os indicadores de maior importância para um negócio ou empresa. Assim, eles permitem que você acompanhe os números de resultados do que realmente importa para a marca. Em outras palavras, trata-se de um

conjunto de índices cruciais para que a companhia tenha sucesso nas estratégias de marketing digital.

Por outro lado, a métrica usa pontos que são medidos e que, se possuírem resultados importantes para a campanha de mídia digital como um todo, podem ser encaixados como um indicador-chave de desempenho, significado para KPI.

Outra forma de entender a diferença entre ambos é que, enquanto no primeiro temos táticas usadas para melhorar os resultados, o segundo pode ajudar no aumento de engajamento do público na rede social em questão.

Uma vez explicada a diferença entre ambos, saiba que existem diferentes indicadores-chaves, e que todos eles são usados para avaliar se as ações tomadas pela empresa estão superando as expectativas do público em uma campanha ou não.

E é aqui que entra a ação do time de mídia, afinal, ele será o responsável por analisar quais fatores podem fazer a diferença dentro de uma campanha. Mas, caso a empresa já saiba quais são os índices, tudo se torna ainda mais fácil. E falando sobre os tipos de KPI's, podemos dividi-los em três grupos:

  • Primários: são encontrados primeiramente e mensuram resultados da campanha. Entre eles estão o custo por aquisição de lead (CPL), tráfego, taxa de conversão, receita total, receita por compra e leads totais;
  • Secundários: estão à frente das estratégias da empresa e possibilitam a análise de quais setores estão trazendo bons resultados e quais não. Temos aqui o número de visitas, custo detalhado por lead, origem do tráfego, assinantes, média de preço por transação e consumidores que interagiram com o call to action;
  • Práticos: um tipo de indicador que explica os resultados apontados pelos dois anteriores. São eles o número de visualizações, alcance de publicações, páginas mais acessadas, tráfego, interações sociais, ranking da página da empresa e palavras-chave escolhidas para encontrar a página.

Para entender melhor sobre os principais índices que influenciam em uma boa campanha, separamos uma explicação sobre cada um deles. Veja:

Taxa de Conversão

A taxa de conversão é um índice que mensura resultados. Ela é muito importante tendo em vista que, por meio deste indicador, é possível analisar o retorno do investimento feito pela empresa.

Entender essa taxa é crucial já que, com ela, se torna possível observar se a campanha está sendo eficiente. Afinal, por esse indicador a empresa entende quantas pessoas fecharam uma compra e quantas não, o que possibilita o entendimento mais apurado sobre o retorno do investimento.

O cálculo desta taxa é bem simples. Para isso, são necessários dois números: leads e visitantes. Assim, basta dividir o número de conversões (leads) pelo número de quantas pessoas visitaram e multiplicar o resultado por 100, encontrando a porcentagem da taxa de conversão de leads.

Custo de Aquisição de Clientes

O Custo de Aquisição de Clientes, ou CAC, é o resultado entre a soma dos investimentos dividido pelo número de clientes conquistados durante o período. Assim, a empresa consegue calcular este índice tão importante para analisar a saúde financeira da empresa. Este é um tipo de KPI de vendas crucial para entender como o negócio está.

Além disso, ela serve como um ótimo parâmetro para a tomada de decisão de campanhas e ações de marketing. Mas, para entender o que é CAC, saiba que é o investimento médio para conquistar clientes.

Essa métrica deve ser calculada mensalmente, tendo em mente que podem acontecer alterações esporádicas. A importância dela se dá à medida em que este tipo de métrica ajuda gestores a tomarem decisões para otimizar os investimentos cada vez mais. Em uma agência, a equipe de mídia também pode realizar a análise deste indicador para trazer resultados ao cliente.

Taxa de Rotatividade de Clientes

Taxa de Rotatividade de Clientes, ou Taxa de Churn, é uma métrica utilizada para fazer a gestão de consumidores. Esse indicador é analisado tendo como base uma data de início e uma data de fechamento, e mostra o número de clientes que foram perdidos no período.

Esse fator implica diretamente no faturamento mensal. Afinal, a renda recebida por uma empresa em um mês se torna menor quando ela possui menos consumidores. Por isso, é necessário analisar de perto o movimento de cancelamentos, pois caso muitos clientes saiam em um curto período de tempo, isso liga um alerta na empresa.

Para realizar o cálculo desta métrica, basta focar em dois valores: número de clientes que cancelaram com a empresa e o número de clientes que tinham contrato. Tudo dentro de um mesmo período de tempo. Com estes dados em mãos, basta dividir o número de cancelamentos pelo número de clientes no início do período e, então, multiplicar por 100, chegando à porcentagem exata.

ROI

Este é um indicador essencial para planejar metas com base em resultados reais, mas que também serve para analisar se vale a pena investir mais em um canal ou não. ROI é uma sigla em inglês para Retorno Sobre Investimento, e ele é crucial para saber se a empresa ganhou com os investimentos, e qual o valor exato do ganho.

Após saber o que significa ROI e entender que ele é um indicador que apresenta o resultado final de cada campanha e mensura o custo de novas ferramentas, vemos que ele é importantíssimo para que novas ações sejam tomadas. Afinal, com base neste índice é possível planejar novas metas conforme o que é possível conquistar em um canal.

Mas como calcular o ROI? Essa é uma dúvida que muitas pessoas possuem, mas existe uma fórmula de cálculo do ROI muito simples que consiste em subtrair o valor da receita pelo custo da empresa e dividir o resultado pelo custo. Ou seja, é necessário saber somente quanto a empresa ganhou e qual o investimento inicial para chegar ao valor.

O time de mídia de uma agência olhará frequentemente para este KPI a fim de entender o quão saudáveis e positivos estão sendo os investimentos em campanhas, bem como coletar informações para ver se vale a pena aumentar a aplicação para obter resultados ainda melhores

CPL

Para entender o que é CPL, é necessário saber primeiro o que é lead. Este, por sua vez, é o nome dado a toda oportunidade de negócio com uma pessoa que forneceu informações - como nome e e-mail, por exemplo - em troca de uma oferta de um produto ou serviço de uma empresa.

Sendo assim, o Custo por Lead (sigla para CPL) diz respeito ao valor pago, em média, para cada possibilidade de venda. Por meio dessa estratégia, a empresa pode analisar melhor se a estratégia adotada pelo negócio está sendo interessante, financeiramente falando, ou se ela precisa ser modificada para que mais possíveis consumidores sejam impactados e captados.

E, para entender como calcular Custo por Lead, a fórmula é a seguinte: a soma de todos os custos da geração de leads dividido pelo número de leads gerados. No entanto, é importante saber que nem

sempre os números serão bons em um primeiro mês, ou durante o começo do projeto. Por isso, não se assuste e nem desanime caso o CPL demore a ganhar uma boa escala, pois ele irá evoluir com o passar do tempo se as estratégias estiverem corretas para com o público-alvo.

ROAS

ROAS, ou Retorno Sobre Ativos, é um tipo de indicador que analisa os gastos voltados à campanhas, medindo receitas e custos envolvidos. Ele funciona de forma parecida com o ROI, mas é voltado totalmente para os anúncios pagos feitos em mídias sociais.

Por meio do cálculo desta KPI, é possível entender o retorno do investimento em publicidade, o que a torna uma métrica que avalia o pagamento por clique. Consequentemente, se torna possível analisar se o resultado foi esperado e até mesmo quais pontos podem ser melhorados em uma campanha de marketing.

E uma vez entendido o que é ROAS, se torna crucial saber como calcular este índice. Para isso, você precisa saber a receita adquirida por meio dos anúncios pagos e os custos publicitários, e dividir um valor pelo outro. Feita a divisão, multiplique por 100, chegando ao valor percentual do Retorno Sobre o Ativo.

Caso o valor fique em 1%, a empresa está numa situação de empate, onde ela não perde e nem ganha. Sendo assim, se ela ficar abaixo desta faixa, é sinal de que você possui mais prejuízo do que retorno financeiro, algo preocupante. Por isso, o recomendado é que ele esteja sempre acima dos 2% para que tenha lucro nas estratégias.

CPC

CPC, ou Custo por Clique, é uma métrica que analisa a cobrança dos anúncios de acordo com os cliques feitos por consumidores. Sendo assim, podemos entender o que é CPC no marketing da seguinte forma: uma cobrança feita quando um usuário clica no seu anúncio.

Por meio dele, você consegue saber exatamente quantas pessoas clicaram na campanha e o impacto desta peça nos usuários. E é claro que, quanto mais chamativo e atrativo for o anúncio, maior se torna a taxa de cliques. Essa é uma estratégia que, se for efetiva e gerar uma boa taxa de retorno para a empresa, pode ser aplicada para suprir o valor do CPC.

Através desta métrica, se torna possível analisar o interesse do público com relação a campanha. Dessa forma, o time de mídia é capaz de observar o que pode ser melhorado, qual ação fazer novamente e o que não fazer.

Quanto à fórmula de cálculo desta KPI, é necessário dividir o custo total da campanha pelo número de cliques, ponto que pode ser analisado em ferramentas de análise como Google Ads, Facebook Ads, Instagram Ads ou YouTube Ads, de acordo com a plataforma em que o anúncio foi feito. Assim, o resultado dessa divisão é o valor pago de custo por clique.

CPM

O CPM, ou Custo por Mil Impressões, é um índice que representa o gasto a cada mil exibições de um anúncio ou campanha, como o nome sugere. Para chegar a tal número, o anunciante precisa ter um tráfego considerável, o que faz com que essa KPI seja utilizada normalmente em grandes marcas, blogs ou portais de notícias

Aqui, não importa se o internauta clica ou não no anúncio. Afinal, ao contrário do índice anterior, a precificação é feita por visualizações, e não por cliques.

Mas, quanto mais recursos o anunciante tiver, maior é o espaço de anúncio que ele recebe e, consequentemente, maior é o valor do CPM na campanha. Sendo assim, é necessário aliar o orçamento com o tempo que o anúncio demora para ter mil visualizações em uma mídia.

Por outro lado, quanto mais rápido esse valor for alcançado, mais dinheiro será necessário para que a campanha continue rodando, o que requer um preparo financeiro para utilizar deste tipo de precificação, além de ser uma estratégia indicada para empresas de grande e médio porte.

A fórmula de cálculo aqui é a seguinte: valor investido dividido por pessoas que viram o anúncio. O resultado dessa operação matemática deve ser multiplicado por 1.000, chegando então ao valor real de quanto custa para impactar mil pessoas.

Mídia digital é um termo que engloba uma série de recursos, dispositivos e veículos que trabalham por meio da tecnologia digital, motivo pelo qual recebe esse nome. Por isso, computadores, celulares, televisões, e-books e conteúdos online, entre outros produtos, podem ser considerados como pertencentes a este ramo.

Mas quando falamos em âmbito empresarial, as mídias digitais funcionam como canais de divulgação, criação e distribuição de uma estratégia de marketing digital. Bons exemplos aqui, e que todos já viram alguma vez ao menos, são posts em redes sociais, anúncios em blogs ou no Google. Mas é importante ter em mente que, ao todo, existem três tipos de mídia que podem ser utilizados:

  • Mídia paga:basicamente, trata-se de uma espécie de patrocínio, onde uma empresa paga para que o seu anúncio seja exibido;
  • Mídia ganha:é o “boca a boca da Internet” que, apesar de eficaz, é limitado, uma vez que não é feito nenhum investimento para que o conteúdo seja promovido;
  • Mídia própria:controlado totalmente pela empresa, utilizando de um blog, e-commerce ou aplicativo como forma de organizar e estruturar o conteúdo para os respectivos clientes.

Tendo em vista que vivemos em um mundo onde, hoje, o digital está em alta, vemos então que esta é uma forma de estratégia muito importante. Mas algo que amplifica ainda mais este tipo de ação em uma empresa são os benefícios que ela proporciona, quando aliados a uma boa gestão de mídias sociais. Estas vantagens, por sua vez, podem ser:

  • Alcance:por se tratar de um anúncio na Internet, não existem barreiras geográficas, o que torna possível uma campanha ou anúncio atingir diferentes regiões simultaneamente;
  • Fidelização e relacionamento com o público:hoje em dia, oferecer um bom atendimento ao cliente por meio da comunicação eficaz, possível por meio das mídias sociais, é algo que faz toda a diferença para que as marcas fidelizem seus consumidores;
  • Redução de riscos:com um bom planejamento de marketing digital, é mais fácil entender como o público-alvo se comporta e, consequentemente, como agir para impactá-lo da maneira correta;
  • Preço:quando comparado com o valor de anúncios na televisão ou outros canais, o investimento em mídias digitais é muito menor, o que torna mais agradável para gestores de empresas.

Por outro lado, o monitoramento e cálculo de resultados também é algo possível. Afinal, por meio das ferramentas, você encontra uma série de relatórios que ajudam a analisar o retorno das campanhas, auxiliando na otimização da campanha ou ação.

O que é mídia social?

Mídia social é o nome dado aos canais que permitem uma comunicação em massa e a criação de relacionamento. Ou seja, todas as redes sociais que temos, como Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter, e outros, nada mais são do que mídias sociais. Mais que isso, todos eles são ótimos canais para colocar em prática as estratégias de marketing digital, fazendo a divulgação de uma marca, produto ou serviço.

E, para que o trabalho seja bem feito aqui, é crucial contar com um profissional de social mídia. Afinal, o analista de mídias sociais, como também é chamado, é encarregado por atualizar, monitorar e gerenciar as contas, criar conteúdo para as páginas da empresa, fazer um planejamento, analisar a performance e realizar eventuais ajustes necessários.

Só pode fazer uma campanha em mídias sociais quem possui um e-commerce?

Apesar de empresas que possuem e-commerces serem mais beneficiadas com uma campanha feita nas mídias sociais - uma vez que o cliente pode ser levado direto para a página de compra de um produto -, não são somente elas que podem realizar algum tipo de ação utilizando das redes sociais e de anúncios.

A diferença entre ambos os casos se encontra no foco da campanha. Para uma marca que possui um e-commerce, a ideia é trazer retorno por meio da venda de produtos, mas para quem não possui a intenção pode ser: gerar mais conhecimento sobre a marca, aumentar o alcance das publicações, criar leads, levar o cliente até uma loja física (caso a empresa possua), entre outros. É importante, no entanto, que isso seja bem alinhado antes de começar a campanha para que o resultado seja alcançado.

Agora, algo que gera muita dúvida é sobre o que é um e-commerce. E, de forma geral, podemos entender que ele é um comércio eletrônico. Ou seja, um ambiente virtual, acessado por dispositivos como celulares e computadores, no qual uma transação comercial é feita.

A finalidade deste tipo de loja é gerar mais rapidez e facilidade para o consumidor, permitindo que a compra seja feita sem a necessidade de frequentar o estabelecimento físico e recebendo o produto em casa, de forma cômoda e eficaz.

Aqui na Yooper, oferecemos o melhor serviço para os nossos clientes. E para possibilitar máxima atenção para cada um deles, nosso time de mídia é dividido em 10 duplas onde cada uma possui sua própria carteira. Assim, o relacionamento entre empresa-consumidor fica mais fácil, ajudando no bom desenvolvimento do trabalho, alinhamentos e otimizações, e um melhor entendimento de metas e objetivos.

Mas para que tudo flua da melhor forma possível, o primeiro passo é receber do time de comercial um briefing inicial sobre a empresa que contratou nosso serviço. Aqui, analisamos: tamanho da empresa, objetivos, metas, se possui e-commerce, se é novo no mercado e outros pontos.

Com estes dados em mãos, marcamos um Kickoff, onde realizamos uma apresentação da estrutura do time de mídia com o nosso COO, o coordenador da área e a dupla que realizará o atendimento do cliente, que conta com um Full Mídia e um Analista de Mídia. Feito isso, apresentamos também as ferramentas que utilizamos aqui na Yooper, que são hoje: Google, Facebook/Instagram, Criteo e Voxus, principalmente.

Após essa apresentação, fazemos um novo briefing para coletar mais informações que serão cruciais para o bom desenvolvimento das campanhas, como:

  • Quando a empresa começou a atuar;
  • Se a empresa possui loja física ou não;
  • Com que frequência novos produtos são adicionados no site;
  • Quantos produtos o site possui em média;
  • Quais os principais produtos ou categorias mais fortes da marca;
  • Se o cliente já trabalhou com mídia paga anteriormente;
  • Qual a meta de faturamento, caso tenha uma definição;
  • Como é a venda do cliente (se é feita em território nacional ou somente para determinados estados ou regiões);
  • O valor de investimento planejado ou definido;
  • Concorrentes.

Por meio destes pontos, começamos a entender como agir, se existe alguma ação que já deu certo e que pode ser refinada ou melhorada, o que não fazer e como direcionar bem os investimentos de acordo com os canais que serão explorados.

E depois do contato inicial entre ambas as partes, o que acontece?

Uma vez entendidos estes pontos, é feito um Raio X do site, analisando como ele funciona e se os códigos necessários para que as ferramentas base de Google e Facebook estão funcionando corretamente. Caso não estejam, realizamos os ajustes necessários. Além disso, analisamos a concorrência a fim de entender se os preços de produtos e do frete estão de acordo com o mercado e são competitivos.

Ao mesmo tempo, montamos um plano de mídia numa ferramenta onde elencamos todas as ações a serem feitas, tudo de acordo com a verba proposta. Aqui, visamos fechar o investimento que foi passado ou direcionar para a melhor estratégia possível com a verba disponibilizada. E para clientes que estão começando um e-commerce, buscamos entender melhor os objetivos e a verba para que, a cada mês, tenhamos uma evolução e melhores resultados.

Todo este processo dura entre sete e dez dias, e então, começamos a pegar todos os acessos às ferramentas e passamos para os clientes, começando a criar campanhas conforme os objetivos e metas estabelecidos previamente. No começo, caso seja necessário e pedido pelo cliente, fazemos encontros semanais ou quinzenais para trazer resultados e análises. Ao mesmo tempo, fazemos mensalmente um relatório que mostra a evolução do projeto durante o período, quais os próximos passos a tomar.

E para que isso fique o mais claro possível, possibilitamos um acompanhamento via ferramenta gerencial, e-mail, grupo de WhatsApp ou outras formas de contato combinados com cada cliente.

Como a Yooper constrói uma boa campanha para os clientes?

Antes de pensar em como construir uma boa campanha para os clientes, analisamos o mercado que ele faz parte. Assim, usamos de nossa expertise adquirida por meio de clientes semelhantes, ou pertencentes ao mesmo mercado, para saber o que pode dar certo ou não.

É fato que, dar certo para uma empresa não significa que uma ação sempre será efetiva. Mas por meio de experiências anteriores, conseguimos analisar a melhor forma de seguir com as estratégias.

O que levamos em consideração na hora de criar uma campanha?

Três pilares fundamentais analisados na hora de criar uma campanha pelo nosso time são: concorrentes, objetivos e investimento. No primeiro, analisamos o mercado como um todo, entendendo a forma como os consumidores buscam pelos produtos, o que é efetivo e o que não gera resultados.

Quanto a objetivos e metas, isso nos ajuda a criar estratégias que funcionam em curto prazo para que todas sejam concluídas e alcançadas. Para isso, fazemos um acompanhamento de perto - muitas vezes analisando com o cliente -, e otimização das campanhas, sempre procurando por novas estratégias que podem gerar mais valor ao produto do cliente, tornando-o um destaque no mercado.

Mas para que tudo isso seja efetivo, o investimento muda tudo. Afinal, por meio dele podemos determinar em qual canal apostaremos mais e qual ferramenta que nos trará melhores resultados de forma mais rápida, tudo de acordo com o valor disponível para trabalhar no período.

Quais as boas práticas que usamos nas campanhas?

A fim de potencializar ao máximo as campanhas que criamos, fazemos otimizações semanais somadas ao acompanhamento de ROI de entrega da conta. Assim, entendemos o valor que as ferramentas podem nos entregar, quais usuários podem ser alcançados e onde é possível aplicar mais e onde devemos diminuir o investimento.

Tendo estes dados em mãos, passamos aos clientes com total transparência, mostrando tudo que podemos fazer e como fazer. E ainda com o intuito de gerar um crescimento de resultado mensal, incluímos novas estratégias nas ferramentas base de Google e Facebook, além de inserir novos parceiros que podem trazer ainda mais valor para o cliente, caso necessário.

Por que confiar no time de mídia da Yooper?

Contar com uma equipe que entende quais caminhos seguir e o que fazer para atingir as metas é algo fundamental para que as campanhas tenham o retorno esperado no escopo inicial, e é isso que você encontra aqui, com a Yooper. Com nosso time de mídia, temos 10 duplas de profissionais que sabem o que estão fazendo e sempre buscam a melhor solução para obter os melhores resultados ao fim do mês.

Ficou interessado e quer entender mais sobre nós? Entre em contato conosco e saiba todas as soluções da Yooper para ajudar a sua empresa a ter o melhor do marketing digital.

FAQ

Principais dúvidas sobre Mídia